Novidades do PIPA

  • Gabriel Mascaro une cinema e artes visuais em sua pesquisa sobre corpo e poder

    "Não é sobre sapatos", 2014, instalação apresentada na 31ª Bienal de São Paulo

    Indicado ao PIPA pela primeira vez este ano, Gabriel Mascaro pesquisa corpo e poder. Entre o cinema e as artes visuais, apresentou seus trabalhos em diversas mostras importantes, nacionais e estrangeiras, como na 31ª Bienal de São Paulo. Para a instalação “Não é sobre sapatos” – sobre as manifestações populares do início de 2013 no Brasil – apresentada na última edição da Bienal paulista, em vez de usar seus próprios registros ou aqueles realizados por manifestantes, Mascaro se interessou pelas imagens sob a ótica da polícia, invertendo o narrador do protesto. Saiba mais sobre esta e outras obras e veja a página do artista, que acaba de ser atualizada com imagens, textos e vídeo.

    ...leia mais
  • Dois finalistas estão entre os artistas participantes em 2015

    Divulgação "Tombo"

    Na última sexta-feira anunciamos a lista final de participantes do PIPA 2015. Dentre os artistas, 28 participaram do Prêmio em outras edições. Destacam-se os artistas Rodrigo Braga e Wagner Malta Tavares, finalistas em 2012 e 2014, respectivamente. Braga tem na fotografia sua maior expressão e sua obra é, como definiu o curador Paulo Herkenhoff, um “desafio à percepção”. Já Malta Tavares utiliza, além da fotografia, vídeo, escultura, desenho, colagem, performance e instalação para tornar visível aspectos fundamentais que permeiam as relações entre as pessoas, e entre as pessoas e as coisas do mundo. Rodrigo Braga abre exposição amanhã no Rio de Janeiro, enquanto Wagner Malta Tavares está em exibição em São Paulo. Saiba mais sobre os dois artistas e sobre as mostras.

    ...leia mais
  • Marina Rheingantz indicada em 5 das 6 edições do Prêmio

    "Costela de Adão", 2013, óleo sobre tela, 180x250 cm

    Natural de Araraquara, SP, nascida em 1983, Marina Rheingantz vive e trabalha na capital paulista e é representada pela galeria Fortes Vilaça. A jovem pintora foi indicada em cinco edições do PIPA: 2010, 2012, 2013, 2014 e agora em 2015. Em sua pintura, Rheingantz opera uma redução geométrica da paisagem, realçando elementos que se identificam individualmente como a cerca, a casa ou o toldo. Repletas de jogos de textura em tons rebaixados, as telas remetem a lugares construídos pela memória. Veja algumas obras e saiba mais sobre a carreira da artista.

    ...leia mais
  • Lista final de artistas participantes do PIPA 2015

    Rodrigo Braga

    Participam nesta edição do PIPA, 66 artistas indicados pelo Comitê de Indicação que concordaram com o Regulamento e entregaram a documentação dentro do prazo informado. A lista de participantes é bastante heterogênea, com artistas de regiões geográficas, idades e mídias diversas. Dentre os artistas, 28 participaram do Prêmio em outras edições enquanto os demais foram indicados ao Prêmio pela primeira vez este ano. Entre os participantes há dois que já foram finalistas: Wagner Malta Tavares em 2014; e Rodrigo Braga em 2012, quando foi eleito vencedor da categoria Voto Popular Exposição pelo público visitante do MAM-Rio. Veja a relação final de artistas participantes do PIPA 2015.

    ...leia mais
  • Ana Ruas participa do PIPA pela primeira vez em 2015

    "Pic nic indoor", 2012, 75m2, látex sobre alvenaria, Ateliê Ana Ruas

    A artista está concorrendo, junto a outros 64 artistas, ao PIPA 2015, em suas quatro categorias. Ruas já enviou imagens e texto para compor sua página aqui no site do Prêmio. Em breve será convidada a gravar uma entrevista exclusiva e contar um pouco mais sobre sua obra e carreira. Veja a página da artista, conheça alguns trabalhos e saiba em que categorias ela e os demais indicados ao PIPA 2015 estão concorrendo.

    ...leia mais
  • Parcerias com residências artísticas confirmadas para vencedores do PIPA 2015

    Residency Unilited

    Desde a criação do PIPA, o vencedor da principal categoria do Prêmio participa em um programa de residência artística internacional. Há três edições o programa escolhido é o da Residency Unlimited, em Nova York. Como vencedor do PIPA 2013, Cadu foi o primeiro artista enviado pelo Prêmio para a RU, e em breve Alice Miceli (vencedora do PIPA 2014) será a próxima. A partir do ano passado estabelecemos também uma parceria com uma residência que fica em território nacional – apesar de receber artistas de todo o mundo – que é parte do prêmio oferecido ao vencedor do PIPA Online. O programa acontece no Instituto Sacatar, em Salvador na Bahia, onde chegou esta semana o artista vencedor do PIPA 2014, Paulo Nimer Pjota. Saiba mais sobre os programas de residência para onde serão enviados os vencedores do PIPA e PIPA Online de 2015.

    ...leia mais
Mais Novidades do PIPA...

Agenda da Semana

  • Programação de 1 a 3 de abril

    Acesse a agenda, confira os eventos ligados aos artistas indicados ao PIPA, ao MAM-Rio e demais envolvidos com o Prêmio, que estão acontecendo ao redor do Brasil e do mundo, e programe sua semana. A agenda é atualizada sempre às sexta-feiras.


Circuito

  • Em cartaz | “Bye Bye Brasil, topologia do afeto”, individual de Gabriela Noujaim

    (Rio de Janeiro, RJ) “Algumas formas de arte estão carregadas de magia. Aquela do tipo presente não somente nos truques de mágica, mas também a que está impregnada na literatura, na música, no cinema, nas apresentações dos artistas de rua, bem como nas artes visuais. Em “Bye, Bye, Brasil, topologia do afeto”, as obras da artista visual Gabriela Noujaim compõem um universo devaneante que tem como base o que a cerca e, todavia, vai além do real.”

  • Projeto realizado pelo duo Franz Manata e Saulo Laudares reúne nomes como O Grivo e Vivian Caccuri

    (Rio de Janeiro, RJ) A ocupação ARTE SONORA coloca o som no centro da questão, durante dois meses, no Castelinho do Flamengo. Artistas, DJs, músicos e pesquisadores, como Vivian Caccuri e o coletivo O Grivo, apresentarão instalações, palestras, vídeos, performances, lives, DJ sets, além de realizar gravações de podcasts e mixtapes. ARTE SONORA é uma prática artística do duo Franz Manata e Saulo Laudares. O projeto – iniciado em 2009, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage – já assumiu diversos formatos: workshops, happenings, podcasts, exposições, publicações, programas de rádio, ações na web e programas de residência.

  • Em cartaz | “Elements of Beauty”, individual de Carla Zaccagnini

    (Colchester, Reino Unido) A obra de Zaccagnini está desenhada dentro de uma pesquisa sobre a campanha pelo sufrágio feminino na Grã Bretanha um século atrás. A instalação examina uma série de ações que aconteceram em museus britânicos entre 1913 e 1914, quando mais de 20 obras de arte e artefatos na Galeria Manchester Art e na Galeria Nacional de Londres, incluindo uma série de esculturas inéditas baseadas nas armas utilizadas pelas Suffragettes, um livro e um guia de áudio gravando cada um dos 29 objetos danificados.

  • Abertura | “Tombo”, site-specific de Rodrigo Braga

    (Rio de Janeiro, RJ) O artista criou uma instalação especialmente para o vão central da Casa França-Brasil com mais de 15 toras de aproximadamente cinco metros de comprimento cada, segmentadas de cinco palmeiras imperiais centenárias. “Essas palmeiras centenárias da cidade passaram por todos os períodos políticos, estão aí há cerca de 150 anos”, conta Braga. Segundo a curadora Thais Rivitti, “Em primeiro lugar, o trabalho recoloca em discussão o par ‘natureza e cultura’: a natureza aparece nas palmeiras em seu estado bruto, e a cultura na arquitetura neoclássica da qual as colunas são parte importante”. A abertura acontece amanhã.

  • Trienal de arte “Surround Audience” conta com trabalho de Daniel Steegmann Mangrané

    (Nova York, EUA) “Surround Audience” explora os efeitos de um mundo extremamente conectado, tanto no nossos sentidos de auto conhecimento e identidade, assim como no papel de formação social da arte. A exposição olha para o nosso presente imediato, um tempo onde a cultura se tornou mais porosa e abrangente e novas considerações sobre o que o papel e potencial da arte está revestido. Artistas estão respondendo a essas condições envolventes de inúmeras maneiras, desde apropriações calculadas e interrogações críticas a depoimentos surreais ou poéticos.

Mais Circuito...