Novidades do PIPA

  • Waleska Reuter | Vídeo-entrevista exclusiva

    A arte de Waleska Reuter unde conhecimentos que transitam pela anatomia, sexualidade, política, psicologia e sociologia, elementos que servem como amálgama para compor esculturas impactantes. Nesse vídeo, Waleska responde à pergunta do também artista Cadu: “Onde começa a vida e termina a arte?”
    “Eu tento fazer uma interligação entre o que eu sinto que é ser uma pessoa, agir como pessoa, e entrar num outro que não é só espectador (…) Eu tento entrar no comportameto humano, isso é o que mais importa no meu trabalho (…) Esse pra mim é o encontro entre a vida e a arte – o meu olhar, o trabalho ganha a minha alma, e o seu olhar que entra dentro do meu trabalho”.
    Assisa ao vídeo.

    ...leia mais
  • Exposição PIPA 2014 | Abertura na próxima semana | dia 6 de setembro

    A abertura da exposição dos finalistas do PIPA 2014 acontecerá no sábado, dia 6 de setembro no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM-Rio).
    Alice Miceli apresentará trabalhos de sua nova série de campos minados; Daniel Steegmann Mangrané fará uma intervenção inspirada na arquitetura do museu com a qual o público poderá interagir; Thiago Martins de Melo levará para a exposição além de suas já famosas pinturas com figuração intensa, uma grande escultura e Wagner Malta Tavares apresentará um vídeo e uma instalação com resistências elétricas.
    Os quatro finalistas concorrem a dois prêmios num valor total de R$120 mil.

    ...leia mais
  • Vídeos da semana: Maurício Ianês, Sofia Borges e Thiago Martins de Melo

    Semanalmente lançamos entrevistas com artistas indicados ao PIPA 2014, nas quais os indicados respondem a uma pergunta de um membro do Comitê de Indicação e relatam curiosidades de suas vidas e obras. Esta semana foi a vez de conversarmos com: Maurício Ianês, criador de ações e performances que buscam questionar a relação entre espectador e artista; Sofia Borges, que vive e trabalha entre São Paulo e Paris e cujo suporte predominante é a fotografia; e Thiago Martins de Melo, que é finalista do PIPA 2014 e cujo suporte mais utilizado é a pintura mas que vem trabalhando recentemente com uma série de trabalhos tridimensionais. Assista às entrevistas exclusivas.

    ...leia mais
  • Vídeo-entrevista com Sofia Borges

    Sofia Borges responde à pergunta proposta por Beatriz Milhazes: “Como você desenvolve seu processo de trabalho? Você tenta um diálogo ou uma discussão?”
    A artista, cujo suporte predominante é a fotografia, diz que seu processo criativo parte mais de uma pergunta do que de um diálogo ou discussão: “Eu gosto muito dessa ideia de problema onde não importa a variável, existe uma equação, uma frase, uma relação entre elementos.”
    Assista ao vídeo.

    ...leia mais
  • Entrevista com Thiago Martins de Melo, finalista do PIPA 2014

    “Eu busco pesquisar muito (…) até eu realmente me aceitar e fazer um trabalho”, diz o finalista Thiago Martins de Melo em resposta à pergunta de Alejandra Muñoz: “Como você escolhe as temáticas predominantes no seu trabalho?”
    Na entrevista, o maranhense cujo suporte mais utilizado é a pintura conta sobre uma série de trabalhos tridimensionais que irá apresentar me breve. “Eu estou querendo abolir um pouco as separações entre pintura e escultura (…) me interessa muito a pintura como carne dentro do tridimensional, como uma pele…”
    Assista ao vídeo e não deixe de visitar a exposição com os finalistas do Prêmio, que começa 6 de setembro no MAM-Rio.

    ...leia mais
  • Entrevista PIPA com Maurício Ianês, artista indicado

    Ações e performances que buscam questionar a relação entre espectador e artista, tirando o espectador do papel de observador passivo e transformando-o em parte importante da criação da obra são parte importante do trabalho de Maurício Ianês.
    Indicado pela primeira vez este ano, Ianês responde à pergunta do colecionador Fersen Lambranho: “Como seu trabalho foi influenciado pelas manifestações de rua de 2013?”
    O artista responde que acompanhou as manifestações em Düsseldorf, onde participava de uma mostra coletiva de artistas brasileiros, e que os trabalhos que compunham a exposição eram muito associados ao que acontecia na época. Ianês lembra uma série fotográfica que consistia na gradual destruição da palavra “Progresso”.
    Assista ao vídeo.

    ...leia mais
Mais Novidades do PIPA...

Agenda da Semana

  • Programação de 30 de agosto a 5 de setembro

    Segue em cartaz no Rio de Janeiro a exposição “To see that is coming”, mostra coletiva com Daniel Steegmann Mangrané, Gisela Motta & Leandro Lima, Laura Lima, Matheus Rocha Pitta, Pablo Ferretti e Rodolpho Parigi. Em Curitiba, este sábado acontece o último encontro com o artista Washington Silvera, de uma série de cinco eventos que aconteceram durante o mês de agosto. Somente até 7 de setembro está em cartaz “Artistas Comprometidos? Talvez”, mostra coletiva com Berna Reale, Luiz Zerbini, Raul Mourão e Solon Ribeiro, em Lisboa, Portugal. Se encerrando na mesma data, a coletiva “A Voice of One’s Own”, está em exibição em Malmö, Suécia, e tem participação de Carla Zaccagnini.
    Acesse a agenda, confira os eventos ligados aos artistas indicados ao PIPA, ao MAM-Rio e demais envolvidos com o Prêmio, que estão acontecendo ao redor do Brasil e do mundo, e programe sua semana.


Circuito

  • “Projeto Ruínas”, mostra individual de Yuri Firmeza

    (São Paulo, SP) O Pprojeto cria um diálogo direto com a obra que Yuri Firmeza irá mostrar na 31ª Bienal de São Paulo: “Como falar de coisas que não existem”. Em “Projeto Ruínas”, o artista aborda o crescimento das metrópoles, usando o caso da cidade de Alcântara, no Nordeste do Brasil, como ponto de partida. Para o artista, quando se trata de ruínas, o material equivale à memória. Presente, passado e futuro participam de outro fluxo temporal, que escapa à linearidade da evolução histórica.

  • Em cartaz | “Das Viagens, dos Desejos, dos Caminhos”, mostra coletiva com artistas do norte e nordeste

    (Vila Velha, ES) “A mostra convida o espectador a percorrer diferentes trilhas, em distintas possibilidades de territorializar/desterritorializar, na construção de novas linhas de fuga por meio do desejo que conduz ao outro lugar. Os caminhos e deslocamentos se amalgamam entre solidão, afeto e ausência”, explica o curador Bitu Cassundé. Participam Yuri Firmeza, Virginia de Medeiros, Marcone Moreira, Jonathas de Andrade, Armando Queiroz, Rodrigo Braga, dentre outros.

  • Abertura | “Litomorfose”, mostra individual de Cristiano Lenhardt

    (São Paulo, SP) Cristiano Lenhardt trabalha com vídeos, fotografias, gravuras, esculturas e performances. Em todas essas práticas o artista revela uma atenção especial a novas formas de ativar as superfícies dos materiais que utiliza, seja através do uso de padronagens, de dobras ou de luz.

  • Exposição coletiva investiga a formação do povo brasileiro | Participam Jonathas de Andrade, Paulo Nazareth e Thiago Martins de Melo

    (São Paulo, SP) “Histórias Mestiças” divide-se em seis núcleos – Mapas e Trilhas; Máscaras e Retratos; Emblemas Nacionais e cosmologias; Ritos e religiões; Trabalho; Tramas e Grafismos – fricciona telas, esculturas, instalações, mapas, artefatos indígenas e africanos, fotos, documentos, textos, vídeos e histórias. A curadoria propõe reunir e resignificar linguagens sem hierarquizar culturas, mestiçando ainda gerações de artistas e autores com cruzamentos temáticos e conceituais, sem preocupação cronológica.

  • Últimos dias | “Afterimage”, exposição-projeto de Yinhua Chu e Tai-Wei Huang

    (Nova York, EUA) Durante a exposição, Chu coleta materiais descartados por feirantes, trazendo-os para a galeria e construindo com eles cenários de “não-lugar”, um espaço transitório entre destinações. Também está em cartaz uma série de gravuras em cobre, feitas por Chu a partir de fotografias de família. Trabalhando diariamente, Huang monta uma instalação em desenvolvimento com camadas de pintura, desenho, vídeo, colagem e molduras tridimensionais.

Mais Circuito...