Screen Shot 2015-10-02 at 3.13.06 PM

MAM-Rio | Programação completa de outubro

(Rio de Janeiro, RJ)

EXPOSIÇÕES

UM TRÁGICO NOS TRÓPICOS – IBERÊ CAMARGO
5 set – 1 nov 2015 | curadoria Luiz Camillo Osorio
Marca as comemorações do centenário de nascimento do artista, e tem como premissa uma relação direta entre a presença viva da matéria pictórica e a potência trágica de sua pintura. A exposição é uma oportunidade ímpar para ver trabalhos dos anos 1950 até às enormes telas da última fase do pintor gaúcho, como também um núcleo de experimentações realizadas como gravador.

MARCOS BRÊTAS
5 set – 15 nov 2015 | curadoria Luiz Camillo Osorio
A exposição tem como principal objetivo reaproximar o artista da cena
brasileira, depois de sair do país na década de 1990. Àquela altura, depois de se formar no Parque Lage, mostrava uma pintura com forte influência neo-expressionista que continuou desenvolvendo concentrando-se em uma figuração onde se evidencia certo desolamento existencial, não estranho aos trópicos.

PIPA 2015
5 set – 15 nov 2015 | realização IP Capital Partners, IP Global e MAM-Rio
Exposição com os finalistas do maior prêmio de arte do Brasil, o PIPA: Cristiano Lenhardt, Leticia Ramos, Marina Rheingantz e Virginia de Medeiros.

DANIEL STEEGMANN MANGRANÉ / PHILIPPE VAN SNICK
5 set – 1 nov 2015 | curadoria Marta Mestre
Uma conversa em dois “capítulos” entre os dois artistas no l e na Casa Modernista, em São Paulo. Reúne trabalhos, alguns feitos especialmente para os espaços, cuja sintaxe promove o contínuo das relações entre arquitetura, espaço, natureza.

OPINIÃO 65 – 50 ANOS DEPOIS
19 set 2015 – 28 fev 2016 | curadoria Luiz Camillo Osorio
A exposição ocorrida no MAM-RIO em 1965 está no inconsciente coletivo da nossa cultura recente. Artistas brasileiros que participaram da exposição e material de arquivo referente à mostra – críticas, iconografia, filmes e entrevistas – recontam este capítulo da nossa história.

O PESO DE CADA UM – IOLE DE FREITAS
18 jul – 17 jan 2016 | curadoria Ligia Canongia
A artista Iole de Freitas traz nesta individual três trabalhos inéditos em grandes dimensões, realizados especialmente para o salão monumental do Museu. Integra também à exposição um trabalho em vidro.

GENEALOGIAS DO CONTEMPORÂNEO – COLEÇÃO GILBERTO CHATEAUBRIAND
exposição permanente | curadoria Luiz Camillo Osorio
Totalmente remodelada, a exposição permanente é divida em: Brasil visões e vertigens, Cidade partida, Corpos híbridos, Respirações geométricas e Mergulho na coleção, com trabalhos de Maria do Carmo Secco.

MAM: SUA HISTÓRIA, SEU PATRIMÔNIO
exposição permanente | curadoria Elizabeth Catoia Varela
Mostra sobre nossa história e a arquitetura. Estão presentes, além da grande maquete do conjunto arquitetônico do museu, materiais gráficos de diversas épocas.

EDUCAÇÃO E ARTE eu, você e o MAM
programa em família
dom
15h
Acolhimento de público em geral para visitas ao acervo e às exposições temporárias e desenvolvimento de atividades artístico-educativas
nos espaços internos e externos do museu.

visitas em grupo
ter a sex 13h e 15h
grupos até 40 pessoas
agendamento atendimento@mamrio.org.br
Programa elaborado para o acolhimento de escolas, compreendendo visitas comentadas às exposições, atividades práticas de sensibilização e criação artística. Voltado para turmas de alunos, ONGs, grupos de educação especial e grupos que trabalhem com a inclusão social.
qua, sáb e dom 16h, grupos até 20 pessoas
Programa elaborado para grupos espontâneos de visitantes interessados em acompanhamento comentado às exposições do museu.

Dia das crianças
50 anos do Parque do Flamengo – 13h

Atividades artísticas para pais e crianças, com visita às exposições do museu, comemorando o dia das crianças e os 50 anos do parque do flamengo.

Cinemateca

FESTIVAL DO RIO
02 – 14 out 2015 | curadoria Ricardo Cota
Tesouros da Cinemateca Cine Negro Mexicano
Mostra inédita composta de seis clássicos da versão local do film noir estadunidense, com destaque absoluto para o diretor Roberto Gavaldón, grande mestre do gênero. Mostra exibida em conjunto com o Instituto Moreira Sales.

Estúdios Ghibli
Mostra dedicada ao mais famoso estúdio de animação do Japão: Ghibli. Fundado após o sucesso de Nausicaä do Vale do Vento, em 1985, por Hayao Miyazaki, Isao Takahata, Toshio Suzuki e Yasuyoshi Tokuma.

Fronteiras e Meio Ambiente
Seleção de títulos instigantes esteticamente e combativos politicamente, que cobrem diferentes linguagens artísticas e regiões do globo assoladas por questões como imigração, poluição, crime, energia atômica e discriminação.

50 ANOS DO PARQUE DO FLAMENGO
17 out 2015 | curadoria Ricardo Cota
Inaugurado a 50 anos, é um exemplo de urbanização bem-sucedida.
Sua criação envolveu nomes como Affonso Eduardo Reidy, arquiteto do l, Lota de Macedo Soares, arquiteta e condutora do projeto, Roberto Burle Marx, paisagista, e o governardor Carlos Lacerda.

DIA MUNDIAL DO PATRIMÔNIO AUDIOVISUAL 27 DE OUTUBRO
27 – 30 out 2015
Programação dedicada ao cineasta Gérson Tavares, cujos filmes foram restaurados sob a coordenação de Rafael de Luna. A celebração dos dez anos da data se encerrará com uma exibição ao ar livre, na área externa do museu.

Calendário

sex 02

15h Festival do Rio


Carvão branco White Coal de Georg Tiller. Áustria, 2015. 70’.
17h Festival do Rio
Túmulo dos vagalumes Hotaru no Haka de Isao Takahata. Japão, 1988. 89’. <<19h Festival do Rio
A deusa ajoelhada La diosa arrodillada de Roberto Gavaldón. México, 1947. 107’. sab 03

14h Festival do Rio

Contos de Terramar Gedo senki de Goro Miyasaki. Japão, 2006. 115’.
16h Festival do Rio

Sentimentos são fatos – a vida de Ivonne Rainer Feelings are facts: The life of Ivonne Rainer de Jack Walsh. EUA, 2005. 83’.

18h Festival do Rio

Irmãs malditas La otra de Roberto Gavaldón. México, 1946. 98’.

dom 04

11h30
Música no Museu
14h Festival do Rio
Terra natal (Iraque ano zero) – parte I – antes da queda Homeland (Iraq year zero) – part I – before the fall de Abbas Fahdel. Iraque/França, 2015. 160’.
17h Festival do Rio

Istambul: crônica de uma revolta Chronik einer Revolte- Ein Jahr Istanbul de Biene Pilavci e Ayla Gottschlich. Alemanha, 2015. 83’.

18h45 Festival do Rio

A noite avança La noche avanza de Roberto Gavaldón. México, 1952. 85’.

ter 06

10h
Seminário Melo-Noir Cine Negro Mexicano

15h Festival do Rio

Paraíso fétido Stinking heaven de Nathan Silver. EUA, 2015. 70’.
Rebelião Riot de Nathan Silver. EUA, 2015. 4’.

17h Festival do Rio

Porco Rosso: o último herói romântico Kurenai no buta de Hayao Miyasaki. Japão, 1992. 94’.

19h Festival do Rio

Na palma de tua mão En la palma de tu mano de Roberto Gavaldón. México, 1951. 90’.

qua 07

10h
Seminário Melo-Noir Cine Negro Mexicano

15h Festival do Rio

Entre fiéis Among the believers de Hemal Trived e Mohammed Ali Naqvi. Paquistão, 2015. 84’.

17h Festival do Rio

O castelo de Cagliostro Rupan sansei: Kariosutoro no shiroo de Hayao Miyasaki. Japão, 1979. 100’.

19h Festival do Rio

As riquezas do diabo Los diñeros del diablo de Alejandro Galindo. México, 1953. 85’.

qui 08

10h
Seminário Melo-Noir Cine Negro Mexicano

15h Festival do Rio

Meus vizinhos, os Yamadas Hôhokekyo tonari no Yamada-kun de Isao Takahata. Japão, 1999. 104’.

17h Festival do Rio

Indian Point: uma usina nuclear em Nova Iorque Indian Point de Ivy Meeropol. EUA, 2015. 94’.

19h Festival do Rio

Outro amanhecer Distinto amanecer de Julio Bracho. México, 1943. 108’.

sex 09

10h
Seminário Melo-Noir Cine Negro Mexicano

15h Festival do Rio

Em trânsito In transit de Albert Maysles, Lynn True, Nelson Walker, David Usui e Bem Wu. EUA, 2015. 76’.

17h Festival do Rio

O outro lado The other side de Roberto Minervini.
França/Itália/EUA, 2015. 90’.

19h Festival do Rio

A deusa ajoelhada La diosa arrodillada de Roberto Gavaldón.
México, 1947. 107’.

sab 10

10h
Seminário Melo-Noir Cine Negro Mexicano

14h Festival do Rio

Terra natal (Iraque ano zero) – parte II – depois da guerra Homeland (Iraq year zero) – part II – after the battle de Abbas Fahdel. Iraque/França, 2015. 174’.

17h15 Festival do Rio

Kiri – Profissão: assassino Kiri: Shokugyô Koroshiya de Koichi Sakamoto. Japão, 2015. 77’.

18h45 Festival do Rio

Irmãs malditas La otra de Roberto Gavaldón. México , 1946. 98’.

dom 11

11h30
Música no Museu

14h Festival do Rio

Simples desejo Simple Men de Hal Hartley. EUA, 1992. 105’.

16h Festival do Rio

A marcha dos elefantes brancos The march of the White elephants de Craig Tanner. Brasil/África do Sul, 2015. 53’.
Levante! de Susanna Lira e Barney Lankester-Owen. Brasil, 2015. 52’.

18h30 Festival do Rio

A noite avança La noche avanza de Roberto Gavaldón. México, 1952. 85’.

ter 13

15h Festival do Rio


Batalhas (Battles) de Isabelle Tollenaere. Bélgica/Holanda, 2015. 88’.

17h Festival do Rio

Meu amigo Totoro Tonari no Totoro de Hayao Miyasaki. Japão, 1988. 86’.
19h Festival do Rio

As riquezas do diabo Los diñeros del diablo de Alejandro Galindo. México, 1953. 85’.

qua 14
15h Festival do Rio


Outro amanhecer Distinto amanecer de Julio Bracho. México, 1943. 108’.
17h Festival do Rio

O silêncio do rio El silencio del rio de Carlos Tribiño Mamby. Colômbia/Uruguai/França, 2015. 79’.

19h Festival do Rio

Exibição do melhor filme pela crítica e entrega do prêmio FIPRESCI

qui 15

18h30 Sessão latina Cineclube sala escura

El vals de los inútiles de Edison Cájas. Chile, 2013. 80’.

sex 16

18h30
Clássicos em 35mm

A bela intrigante La Belle noiseuse de Jacques Rivette. França, 1991. 238’.

sab 17

17h
50 anos do Parque do Flamengo

Flores raras de Bruno Barreto. Brasil, 2013. 118’. Sessão seguida de debate.

dom 18

11h30
Música no Museu

14h Rio de Janeiro no cinema

Uma avenida chamada Brasil de Octávio Bezerra. Brasil, 1989. 85’.
16h Rio de Janeiro no cinema

Babilônia 2000 de Eduardo Coutinho. Brasil, 1999. 80’.

18h Clássicos em 35mm

As aventuras de Robin Hood The adventures of Robin Hood de Willliam Keighley e Michael Curtiz. EUA, 1938. 102’.

ter 20

18h30 Rio de Janeiro no cinema


Santo forte de Eduardo Coutinho. Brasil, 1999. 80’.

qua 21

19h Pré-estreia


Cordilheiras no mar: a fúria do fogo bárbaro de Geneton Moraes Neto. Brasil, 2015. Sessão seguida de debate.

qui 22

19h Sessão plano

Rio
Babilônia de Neville d’Almeida. Brasil, 1982. 115’.

sex 23

16h Conexão Noir

A Curva do destino Detour de Edgar G. Ulmer. EUA, 1945. 67’. Legendas em português. 

18h30 Tesouros da cinemateca

A dama misteriosa The mysterious lady de Fred Niblo. EUA,
1928. 96’. Legendas em português. Cópia em DVD.

sab 24

16h Conexão Noir

Pacto de Sangue Double Indemnity
de Billy Wilder. EUA, 1944. Legendas em português. 107’.

18h Conexão Noir
Fuga ao passado Out of the past de Jacques Tourner. EUA, 1947. Legendas em português. 97’.

dom 25

11h30
Música no Museu

14h Conexão Noir

Maior que o ódio de José Carlos Burle. Brasil, 1951. 100’.
16h Conexão Noir
Na senda do Crime de Famínio Bollini Cerri. Brasil, 1954. 66’.
18h Conexão Noir

O Beijo de Flávio Tambellini. Brasil, 1965. 78’.

ter 27

19h
Dia mundial da Preservação audiovisual
Antes, o verão de Gerson Tavares. Brasil, 1968. 80’. Pré-estréia da versão restaurada.
Reencontro com o cinema de Rafael de Luna Freire, 2014, 28’.

qua 28

19h
Dia Mundial da Preservação Audiovisual
Amor e Desamor de Gerson Tavares. Brasil, 1966. 90’.

qui 29

19h
Dia Mundial da Preservação Audiovisual
A Petrobrás prepara seu pessoal técnico (1958), O grande rio (1959), Arte no Brasil de hoje(1959), Brasília, capital do século (1959), Gafieira(1972), Ensino artístico (1973) e Saveiros (1977) de Gerson Tavares.

sex 30
20h
Dia Mundial da Preservação Audiovisual
Häxan – A feitiçaria através dos Tempos Häxan de Benjamin Christensen. Suécia, 1922. 91’. Exibição ao ar livre.
sab 31

14h
Terror Mexicano
O homem e o monstro El hombre y el monstruo de Rafael Baledón. México, 1959. 78’. 
16h Terror Mexicano
O ataúde do vampiro El ataúd del vampiro de Fernando Méndez.
México, 1958. 80’.
18h Terror Mexicano Cronos de Guillermo Del Toro. México, 1993. 94’.


Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
Av Infante Dom Henrique 85, Parque do Flamengo 20021-140 Rio de Janeiro RJ Brasil.
T +55 (21) 3883 5600
www.mamrio.org.br facebook/museudeartemodernarj
twitter/mam_rio

Horários
ter – sex 12h – 18h | sáb, dom e feriados 12h – 19h
A bilheteria fecha 30 min antes do término do horário de visitação.

Ingressos
Exposições R$14,00 (inclui uma sessão gratuita na cinemateca válida no dia da emissão do ingresso).
Maiores de 60 anos e estudantes maiores de 12 anos R$7,00. Domingos ingresso família até 5 pessoas R$14,00.
Cinemateca R$8,00
Maiores de 60 anos e estudantes maiores de 12 anos R$7,00. GRATUIDADES Amigos do l, crianças até 12 anos e funcionários das empresas mantenedoras e parceiras (mediante apresentação de crachá, com direito a um acompanhante) e quartas após às 15h.

Como chegar Referência: O Museu de Arte Moderna está localizado entre o Monumento aos Pracinhas e o Aeroporto Santos Dumont

Ônibus (linhas e pontos)
Da Zona Sul >> Via Parque do Flamengo: 472 (Leme), 438(Leblon),154 (Ipanema), 401 (Flamengo), 422 (Cosme Velho). Ponto na Avenida Beira Mar em frente à passarela.
Via Aterro: 121, 125 e 127 (Copacabana). Ponto na Avenida Presidente Antônio Carlos em frente ao Consulado da França.
Da Zona Norte >> 422 (Tijuca), 472 (São Cristóvão), 438 (Vila Isabel),401 (Rio Comprido). Ponto na Avenida Presidente Wilson, em frente à Academia Brasileira de Letras.
Da Zona Oeste >> Frescão Taquara-Castelo (via Zona Sul). Ponto mais próximo localiza-se na Avenida Presidente Wilson, em frente à Academia Brasileira de Letras.
Metrô: Estação Cinelândia

Acesso a deficientes Cadeiras de rodas, rampas de acesso até os salões de exposição, elevadores e sanitários especiais.

Estacionamento Pago no local 7h – 22h

Para mais informações acesse http://mamrio.org.br.


Copyright © Instituto Investidor Profissional