Captura de Tela 2016-01-05 às 10.55.32 AM

Abertura | “Matéria & Luz”, de Josep Ferrando

(Rio de Janeiro, RJ)

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro recebe a partir de hoje a exposição “Matéria & Luz”, apresentando trabalhos do arquiteto Josep Ferrando.

unnamed-11

Na essência do projeto de arquitetura ou no trabalho construído reside uma inerente dualidade: o lugar e o arquiteto. O lugar sempre se impõe, e arquitetos adaptam nosso método, nosso olhar. Uma interpretação pessoal que prevalecerá durante o processo.

A dualidade entre o estado de realidade imóvel – o contexto e o território -, e nossa interpretação destes é combinada no projeto e, finalmente, é percebida na obra construída.

O trabalho arquitetônico como uma combinação entre matéria e luz. O volume – matéria – no que concerne um objeto inanimado: silêncio e imóvel. E luz – espaço indefinido -, como um vazio definido pela matéria: vivo, móvel, dinâmico.

Para alcançar esta simbiose entre matéria e luz, entre definição de espaço e o espaço habitável, o arquiteto trabalha em um lugar com um contexto, um lugar que se impõe e que não pode ser ignorado e que precisa ser endereçado.

Este processo arquitetônico é gerenciado por diversos tipos de documentos. Uma linguagem é gerada pelo arquiteto – pessoal e específica – a partir deste lugar. Este, além de ser utilizado pelo arquiteto para construir, é a origem de uma história que, em alguns casos, atingirá seu objetivo final: se tornar um espaço habitado por pessoas e que abriga novas histórias.

Como arquiteto, eu vivo em uma dualidade entre o ofício e a educação; entre a prática e o método.

O processo alimenta o objetivo final de se transformar em um edifício, e o trabalho construído alimenta o processo e todo o projeto arquitetônico.

Desta maneira, a forma como um espaço é alcançado é tão importante quanto simplesmente alcançar o lugar.

Porque sua interpretação através do processo se tornará mais tangível com a condição humana ao longo do tempo.

Se o sólido não é definido, não poderá ter um vazio habitável. Sem matéria, não existe luz, e portanto, não existe vida. Nem arquitetura. Reconhecer um lugar e o processo de nos adaptar a ele concede ao arquiteto a habilidade de provê-lo com vida. Nos dá a oportunidade de trazer vida à matéria através da interpretação correta da luz.

“Matéria e Luz”, de Josep Ferrando
Abertura: 5 de janeiro
Em cartaz até 21 de fevereiro

Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
Av Infante Dom Henrique 85, Parque do Flamengo 20021-140 Rio de Janeiro, RJ – Brasil.
T +55 (21) 3883 5600
www.mamrio.org.br facebook/museudeartemodernarj
twitter/mam_rio

Horários
ter – sex 12h – 18h | sáb, dom e feriados 12h – 19h
A bilheteria fecha 30 min antes do término do horário de visitação.

Ingressos
Exposições R$14,00 (inclui uma sessão gratuita na cinemateca válida no dia da emissão do ingresso).
Maiores de 60 anos e estudantes maiores de 12 anos R$7,00. Domingos ingresso família até 5 pessoas R$14,00.
Cinemateca R$8,00
Maiores de 60 anos e estudantes maiores de 12 anos R$4,00. GRATUIDADES Amigos do MAM, crianças até 12 anos e funcionários das empresas mantenedoras e parceiras (mediante apresentação de crachá, com direito a um acompanhante) e quartas após às 15h.

Como chegar Referência: O Museu de Arte Moderna está localizado entre o Monumento aos Pracinhas e o Aeroporto Santos Dumont

Ônibus (linhas e pontos)
Da Zona Sul >> Via Parque do Flamengo: 472 (Leme), 438(Leblon),154 (Ipanema), 401 (Flamengo), 422 (Cosme Velho). Ponto na Avenida Beira Mar em frente à passarela.
Via Aterro: 121, 125 e 127 (Copacabana). Ponto na Avenida Presidente Antônio Carlos em frente ao Consulado da França.
Da Zona Norte >> 422 (Tijuca), 472 (São Cristóvão), 438 (Vila Isabel),401 (Rio Comprido). Ponto na Avenida Presidente Wilson, em frente à Academia Brasileira de Letras.
Da Zona Oeste >> Frescão Taquara-Castelo (via Zona Sul). Ponto mais próximo localiza-se na Avenida Presidente Wilson, em frente à Academia Brasileira de Letras.
Metrô: Estação Cinelândia

Acesso a deficientes Cadeiras de rodas, rampas de acesso até os salões de exposição, elevadores e sanitários especiais.

Estacionamento Pago no local 7h – 22h

Para mais informações acesse http://mamrio.org.br.



Copyright © Instituto Investidor Profissional