Assista à entrevista com a artista Ana Mazzei, indicada ao PIPA 2015

et-nous

Indicada ao PIPA 2014 e 2015, Ana Mazzei concedeu mais uma entrevista exclusiva para o Prêmio. Neste vídeo Mazzei conta como foi a produção de “Speech about the site”, mostra que realizou na Espanha e cujas obras foram produzidas pela artista com os materiais disponíveis na região. “Eu estava pesquisando uma série de coisas que fazem referência ao olhar pro céu, ou olhar pra cima. Toda a exposição gira em torno desse movimento de cabeça”. Fala ainda sobre a obra “Garabandal”, que é o nome de uma vila no interior da Espanha onde há relatos de episódios de mulheres caindo em êxtase religioso ao terem contato com a imagem da Nossa Senhora. “Eu queria fazer um objeto para que a pessoa que sentasse ficasse nessa posição de êxtase religioso (…) é uma posição que se repete, que foi estudada dentro da psicanálise e da psiquiatria como sendo uma posição relacionada a um histerismo, uma situação de um descontrole psíquico”. Assista ao vídeo.

Últimos dias | “Alistamento”, mostra individual de Éder Oliveira

(Belém, PA) Para a curadora Marta Mestre, “a exposição ‘Alistamento’ assume um magnífico efeito de espelho antropológico que, sob o véu de falar dos outros (soldados), deixa passar observações sobre nós, sobre a nossa cultura, os nossos valores e atitudes. E de um modo simples colocou em evidência o quanto toda a imagem é sempre a imagem de um outro, sendo a experiência de alteridade algo que nos é constituinte, e capaz de uma reformulação constante dos termos em que nos definimos”.

Novos vídeos exclusivos | Assista às entrevistas com artistas indicados ao PIPA 2015

videos

Quatro novos vídeos foram lançados esta semana. Em sua entrevista, Fernando Lindote conta que aos 13 anos começou a desenhar cartum para um jornal local, fala de como seu trabalho foi se transformando ao longo dos anos e da sua relação com a pintura e o desenho. Gustavo Von Ha conta sobre a produção de trailers em que “divulga” filmes inexistentes e fala de séries em que reproduz imagens de artistas importantes da História da Arte brasileira. Lucia Laguna relata que começou a pintar aos 54 anos e que suas principais temáticas estão no entorno, sua casa, seu ateliê, o jardim. Raïssa de Góes conta que há seis anos trabalha com a temática do esquecimento e que é esse o tema do doutorado que está fazendo na França. Assista aos vídeos para saber mais sobre os artistas.

Mostra individual de Dominque Gonzales-Foerster viaja para o passado e o futuro

(Rio de Janeiro, RJ) “Temporama” é uma espécie de máquina do tempo ao estilo antigo, com lentes 3D vermelhas e turquesas, que nos transporta às primeiras obras de Dominique Gonzalez-Foerster criadas na década de 1980, mas também ao MAM-Rio do século XX. É uma verdadeira volta ao encantamento da primeira visita e o redescobrimento deste prédio singular, que tem a mesma idade da artista (nascida na década de 60).

Abertura | “Cosmografias (para São Paulo)”, mostra individual de Mayana Redin

(São Paulo, SP) “Cosmografias (para São Paulo)” é a terceira parte de um trabalho que Mayana desenvolve desde 2013, em que a artista exibe dezenas de objetos tridimensionais, cujos desenhos derivam da tipologia de letreiros de edifícios situados em diversos bairros da megalópole, que são batizados com nomes de objetos referentes ao espaço sideral, ou seja, edifícios que têm “nomes cósmicos”, como por exemplo: Edifício Astro, Edifício Planeta, Edifício Júpiter, Edifício Andrômeda, Edifício Saturno etc.

“Assalto”, individual de Matheus Rocha Pitta trata de discursos políticos, religiosos e publicitários

(Rio de Janeiro, RJ) “A mostra é mais um grupo daqueles exercícios críticos que Matheus realiza cotidianamente para afirmar sua atenção às imagens e aos gestos, às suas repetições sintomáticas e ao tributo que pagam à velha e eficiente iconografia cristã, hoje tão autorreferente e útil quano antes, em fazer circular as formas mais ‘avançadas’ de capitalismo e firmar seus domínios.” – comenta Lais Myrrha.

Exibição do curta “Sergio e Simone” e conversa com a artista Virginia de Medeiros

(São Paulo, SP) O curta será exibido somente neste sábado, em três sessões. A artista finalista do PIPA 2015, Virginia de Medeiros, receberá o público para um bate-papo sobre cultura, religião e sexualidade. “Sergio e Simone” conta a história de uma travesti chamada Simone que, após uma overdose, tem um delírio místico e decide volta a usar o nome de batismo e, num surto de fanatismo, se considera uma das últimas pessoas enviadas por Deus para salvar a humanidade.

Fernando Lindote indicado ao PIPA 2015 | Assista à entrevista

313

Ao longo de sua carreira Fernando Lindote realizou diversas instalações, performances, pintura, fotografia, vídeo, desenho e escultura para espaços institucionais e urbanos. Neste vídeo Lindote, que cresceu em Santana do Livramento, na fronteira com o Uruguai, relata que aos 13 anos começou a desenhar cartum para um jornal local. “Fazer cartum naquele momento era exercitar um tipo de opinião no jornalismo dentro da situação da ditadura. O que não ia para o editorial era possível fazer através do cartum ou do quadrinho.” O artista fala ainda de como seu trabalho foi se transformando a partir de suas reflexões, do espaço que usa como ateliê e que fica ao lado de sua casa e da sua relação com a pintura e o desenho. Assista ao vídeo.

Abertura esta semana | “Horizontes Artificiais”, mostra individual de Killian Glasner

(Rio de Janeiro, RJ) Nesta terça, das 19h às 22h, o artista Kilian Glasner estará na Marsiaj Tempo Galeria para a abertura da sua mostra individual “Horizontes Artificiais”. Sobre o artista Sua obra foi premiada no 39° Salão de Artes Plásticas de Pernambuco em 1999. Realizou seus estudos de graduação e mestrado na École Nacionale Superieure […]

MAM-Rio | Confira a programação do mês de julho

(Rio de Janeiro, RJ) Esse mês o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro inaugura “O peso de cada um”, mostra individual da artista Iole de Freitas, com três obras inéditas. Seguem em cartaz as mostras “Ver e Ser Visto”, uma exposição que examina as próprias coleções, “Marginália 1″, uma retrospectiva da obra de Rogério Duarte; e “Temporama”, de Dominique Gonzales-Foerster, que viaja para o passado e para o futuro. Veja a programação completa, incluindo o calendário da Cinemateca e atividades educacionais.