“Em profundidade (campos-minados)”, obra apresentada na exposição PIPA 2014, foto Gian Lana

Alice Miceli

Rio de Janeiro, RJ, 1980.
Vive e trabalha entre Rio de Janeiro, RJ e Nova York, EUA.
Atualmente vivendo em Berlim, Alemanha (2015).

Representada pela Galeria Nara Roesler

Indicada ao PIPA 2010, 2011 e 2012.
Vencedora do PIPA e do PIPA Voto Popular 2014
Membro do Comitê de Indicação PIPA 2015

Suas exposições incluem a 29ª Bienal de São Paulo e Galeria Nara Roesler em São Paulo, SP e Max Protetch Gallery, em Nova York, EUA. Seu trabalho é exibido em festivais e instituições em diversos países, incluindo: Japan Media Arts Festival, no Japão; Festival TRANSTIO_MX, na Cidade do México, México; Transmediale Festival, em Berlim e Documenta XII, em Kassel, Alemanha. Residências incluem MacDowell Colony (EUA), Bogliasco (Itália), Bemis (EUA), Djerassi (EUA) e Dora Maar House (França). Uma longa conversa com a artista foi editada em colaboração com o Skull Sessions, em Nova York. Além de vencer o Prêmio PIPA 2014, Alice foi vencedora do Cisneros Fontanals Art Foundation Grants & Commissions Award, em 2015.

Miceli desenvolve seu trabalho através de pesquisas em viagens investigativas com a intenção de mostrar manifestações virtuais, físicas e culturais de traumas ocorridos em paisagens naturais e urbanas. A artista trabalha com fotografia e vídeo, focando nas barreiras e potencialidades dessas mídias e suas materialidades específicas. Lidando com assuntos sociais e políticos, Miceli explorou, por exemplo, locais como a Zona de exclusão de Chernobil, na Bielorrússia, e trabalhou com arquivos de pessoas assassinadas no Cambodia, sob o regime do Khmer Vermelho. Em sua pesquisa atual, fotografa e examina campos minados em lugares como Cambodia, Angola e Colombia, ainda infestados com minas terrestres.

Vídeo produzido pela Matrioska Filmes, exclusivamente para o PIPA 2014:



Posts relacionados


Videos relacionados


Copyright © Instituto Investidor Profissional