“Campo cego”, 2008, fotografia digital, colorida, 87x130 cm

Cao Guimarães

Belo Horizonte, MG, 1965.
Vive e trabalha em Belo Horizonte, MG.

Artista representado pela Galeria Nara Roesler e Galerie Xippas

Indicado ao PIPA 2014.

Cao Guimarães atua no cruzamento entre o cinema e as artes plásticas. Com produção intensa desde o final dos anos 1980, o artista tem suas obras em numerosas coleções prestigiadas como a Tate Modern (Reino Unido), o MoMA e o Museu Guggenheim (EUA), Fondation Cartier (França), Colección Jumex (México), Inhotim (Brasil), Museu Thyssen-Bornemisza (Espanha), dentre outras.

Participou de importantes exposições como XXV e XXVII Bienal Internacional de São Paulo, SP; Insite Biennial 2005, México; “Cruzamentos: Contemporary Art in Brazil”, EUA; “Tropicália: The 60s in Brazil”, Áustria; Sharjah Biennial 11 Film Programme, Emirados Árabes Unidos e “Ver é Uma Fábula”, Brasil, uma retrospectiva com grande parte das obras do artista expostas no Itaú Cultural, em São Paulo, SP.

Realizou nove longa-metragens: “O Homem das Multidões” (2013), “Otto” (2012), “Elvira Lorelay Alma de Dragón” (2012), “Ex Isto” (2010), “Andarilho” (2007), “Acidente” (2006), “Alma do Osso” (2004), “Rua de Mão-Dupla” (2002) e o “Fim do Sem Fim” (2001), que participaram de renomados festivais internacionais como Cannes, Locarno, Sundance, Veneza, Berlim e Rotterdam.

Ganhou retorspectivas de seus filmes no MoMA, em 2011, Itaú Cultural, em 2013, BAFICI (Buenos Aires) e Cinemateca do México em 2014, dentre outros.

Site: www.caoguimaraes.com



Posts relacionados


Copyright © Instituto Investidor Profissional