Tagged Cinthia Marcelle

Rodrigo Braga
0

38 artistas contemporâneos brasileiros se reúnem na mostra “Soft Power. Arte Brasil.”

(Amersfoort, Holanda) A mostra é inspirada na perspectiva do Rio Olímpico: o segundo evento esportivo a ser sediado no Brasil em alguns meses, após a Copa do Mundo da FIFA em 2014. Na exposição, é questionado que tipo de país escolhe se apresentar dessa forma. Parte da resposta pode ser vista através do trabalho de artistas visuais e coletivos atualmente ativos no Brasil. A arte deles aborda uma grande variedade de questões, desde a posição dos indígenas no norte do país até a falta de água em São Paulo e a política econômica do governo.

banner-indicados-puzzle
0

Começa amanhã o anúncio dos artistas indicados ao PIPA 2016

Veja como será feito o anúncio dos indicados, que acontece a partir de amanhã (15) até sexta feira (19). São 76 artistas indicados, sendo um coletivo, 28 mulheres e 47 homens. Dentre eles, 30 artistas serão convidados a participar do PIPA pela primeira vez este ano. 5 artistas indicados em 2016 já foram finalistas em edições passadas. Saiba mais.

0

Em cartaz | “em-entre-para-perante”, individual de Cinthia Marcelle

(Rio de Janeiro, RJ) Interessa a artista, natural de Belo Horizonte, pensar os conceitos de cárcere e fuga. Investigando o espaço simbólico e histórico dos presídios brasileiros de um ponto de vista de quem vê de fora, de quem experimenta os confinamentos (econômico-sociais e psicológicos) do fora, os limites do dia-a-dia, projetando, ao mesmo tempo, de dentro de seu exercício estético, uma linha de fuga.

0

“em-entre-para-perante”, individual de Cinthia Marcelle

(Rio de Janeiro, RJ) Interessa a artista, natural de Belo Horizonte, pensar os conceitos de cárcere e fuga. Investigando o espaço simbólico e histórico dos presídios brasileiros de um ponto de vista de quem vê de fora, de quem experimenta os confinamentos (econômico-sociais e psicológicos) do fora, os limites do dia-a-dia, projetando, ao mesmo tempo, de dentro de seu exercício estético, uma linha de fuga.

0

Cinthia Marcelle apresenta “em-entre-para-perante”, em galeria carioca

(Rio de Janeiro, RJ) Interessa a artista, natural de Belo Horizonte, pensar os conceitos de cárcere e fuga. Investigando o espaço simbólico e histórico dos presídios brasileiros de um ponto de vista de quem vê de fora, de quem experimenta os confinamentos (econômico-sociais e psicológicos) do fora, os limites do dia-a-dia, projetando, ao mesmo tempo, de dentro de seu exercício estético, uma linha de fuga.

11030312_816033378513874_1269110694389248554_o
0

“Apodi 69”, com Cinthia Marcelle, Lais Myrrha, Marilá Dardot, Matheus Rocha Pitta e Sara Ramo

(São Paulo, SP) A exposição apresenta pela primeira vez em doze anos o trabalho desses artistas juntos. Apesar de nunca terem se considerado um coletivo, sempre foram grandes interlocutores, o que enriqueceu a produção individual de cada um. Com toda a liberdade, os próprios artistas escolheram as obras a serem expostas, pensando nos trabalhos que sempre quiseram ver lado a lado. 

Copyright © Instituto Investidor Profissional