Tagged Galeria Vermelho

marcelo moscheta
0

Abertura | “Sete Quedas”, individual de Marcelo Moscheta

(São Paulo, SP) Nesta individual, Moscheta põe em discussão a contenda natureza x intervenção humana. O artista problematiza questões ligadas à passagem do homem por diferentes paisagens do globo e às interferências deixadas por ele como construções, alterações na topografia e a sistematização da divisão do globo terrestre.






12622092_1029191650475419_9102570849655574976_o
0

Chiara Banfi reúne leituras visuais do som em “Notações”

(São Paulo, SP) Em “Notações”, Chiara Banfi mostra leituras visuais do som através do desuso de instrumentos, partituras e outros equipamentos ligados à produção e reprodução de música. A corporeidade do som permeia a pesquisa de Banfi desde o inicio de sua produção em desenhos, colagens, pinturas e performances e, na individual que a artista apresenta agora, o silêncio é a tônica da investigação.






12622092_1029191650475419_9102570849655574976_o
0

Abertura | “Notações”, individual de Chiara Banfi

(São Paulo, SP) Em “Notações”, Chiara Banfi mostra leituras visuais do som através do desuso de instrumentos, partituras e outros equipamentos ligados à produção e reprodução de música. A corporeidade do som permeia a pesquisa de Banfi desde o inicio de sua produção em desenhos, colagens, pinturas e performances e, na individual que a artista apresenta agora, o silêncio é a tônica da investigação.






12622092_1029191650475419_9102570849655574976_o
0

“Notações”, individual de Chiara Banfi

(São Paulo, SP) Em “Notações”, Chiara Banfi mostra leituras visuais do som através do desuso de instrumentos, partituras e outros equipamentos ligados à produção e reprodução de música. A corporeidade do som permeia a pesquisa de Banfi desde o inicio de sua produção em desenhos, colagens, pinturas e performances e, na individual que a artista apresenta agora, o silêncio é a tônica da investigação.






Marina Rheingantz
0

Frieze Londres 2015 | Saiba mais sobre a feira e as participações brasileiras

(Londres, Reino Unido) Está aberta ao público a partir desta quarta-feira a 13ª edição da Frieze London, uma das principais feiras de arte contemporânea internacionais. Acontecendo simultaneamente à Frieze Masters, as duas feiras oferecem uma oportunidade para quem está na cidade ver, vivenciar e adquirir arte. As galerias A Gentil Carioca, Fortes Vilaça, Jaqueline Martins, Luisa Strina, Mendes Wood DM e Vermelho representam o Brasil nas duas feiras que seguem até o fim de semana.






Copyright © Instituto Investidor Profissional