Artistas indicados ao PIPA 2015 | Faltam 4 dias para o anúncio

Alice Miceli

Faltam apenas quatro dias para conhecermos os artistas que irão concorrer à sexta edição do Prêmio IP Capital Partners de Arte – o PIPA 2015. Os nomes dos artistas serão divulgados na próxima semana, de segunda à sexta-feira (9 a 13 de março), em três boletins diários às 11, 15 e 19 horas. Os artistas que concorrem ao PIPA são indicados pelo Comitê de Indicação., já que não há inscrições. Os únicos artistas não elegíveis para concorrer ao PIPA são os vencedores do PIPA em outras edições: Renata Lucas (2010), Tatiana Blass (2011), Marcius Galan (2012), Cadu (2013) e Alice Miceli (2014). Todos os artistas – indicados ou não em outras edições – mesmo os finalistas e vencedores de outras categorias que não a principal, podem concorrer na sexta edição do Prêmio. Quem serão os indicados? Acompanhe os boletins de segunda à sexta da semana que vem.

“Ações, estratégias e situações no MAM-Rio” conta com obra de Marcius Galan e tem curadoria de Marta Mestre

(Rio de Janeiro, RJ) “Ações, estratégias e situações…” reúne histórias da arte brasileira e estrangeira que, segundo o artista argentino Luis Camnitzer, devem ser medidas com relógios diferentes, embora tenham em comum a mesma emergência relativamente à modificação dos lugares tradicionais da arte.Há, nas coleções do MAM-Rio, um foco na produção de artistas que reinterpretaram o lugar da obra (a sua presença artística), no qual o objeto cede a sua relevância à linguagem ou à experiência. Esta exposição dirige-se a essas problemáticas sem pretender cunhar o termo “conceitual” aos artistas aqui reunidos, mas reunindo diversos materiais que questionam algumas noções aceitas e tradicionais do campo da arte, especialmente até aos anos 60, tais como objeto, instituição, circuito, recepção e história.

Envie sua selfie para o MAM-Rio

(Rio de Janeiro, RJ) O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro quer mostrar os lugares favoritos dos cariocas. Em comemoração aos 450 anos da cidade, realiza ação colaborativa com seu público para a montagem de uma instalação no espaço do Museu. Clique aqui e saiba como participar.

Veja a programação completa do MAM-Rio

(Rio de Janeiro, RJ) Este sábado o MAM-Rio recebe o público para a abertura da mostra “Ações, estratégias e situações…”, que tem curadoria de Marta Mestre. A exposição reúne histórias da arte brasileira e estrangeira que, segundo o artista argentino Luis Camnitzer, devem ser medidas com relógios diferentes, embora tenham em comum a mesma emergência relativamente à modificação dos lugares tradicionais da arte. Há, nas coleções do MAM-Rio, um foco na produção de artistas que reinterpretaram o lugar da obra (a sua presença artística), no qual o objeto cede a sua relevância à linguagem ou à experiência. Esta exposição dirige-se a essas problemáticas e traz, dentre as obras expostas, “Obra de arte em 5 vias” que Marcius Galan apresentou na mostra do PIPA 2012, ano em que foi o grande vencedor do Prêmio. Veja a programação do Museu para a semana.

Marta Mestre

Membro do Comitê de Indicação PIPA 2015. Vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ. Natural de Portugal, é curadora assistente no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Mara Fainziliber

Membro do Comitê de Indicação PIPA 2014. Vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ. Tendo estado toda a vida ligada em arte, desde pequena através de seu pai, começou a colecionar arte há 20 anos e hoje é uma importante colecionadora. Estudou na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro, tendo [...]

Em cartaz | “Limiares” – a Coleção Joaquim Paiva no MAM-Rio

(Rio de Janeiro, RJ) É sobre diferentes representações do público e do privado no mundo da arte que fala “Limiares – a Coleção Joaquim Paiva no MAM-Rio”, propondo ser um recorte sobre as naturezas dos espaços representados na materialidade da imagem, em especial a imagem fotográfica. Mostra-se aqui uma parte da coleção que não esgota nem esgotará as suas múltiplas leituras.

Retrospectiva de Amilcar de Castro

(Rio de Janeiro, RJ) A obra de Amilcar de Castro se apresenta como um dos elevados momentos da arte da segunda metado do século XX. O método de se construir escultura, na segunda metade do século XX, é a partir de um um plano quadrado, retangular, de um quadrilátero irregular ou circular, realizar um corte e a dobra, gerando não apenas a tridimensionalidade, mas, sobretudo, uma nova experiência do espaço. As possibilidades desse método, ao visitante, estão demonstradas desde esculturas monumentais no exterior do museu, nas de grande e pequeno porte, e nas 140 esculturas que têm em comum não se repetir e ter ao menos em uma de suas dimensões 23 cm.

Últimos dias | “Resistir ao passado, ignorar o futuro e a incapacidade de conter o presente”, de Vijai Patchineelam

(Rio de Janeiro, RJ) Últimos dias da exposição-instalação “Resistir ao passado, ignorar o futuro e a incapacidade de conter o presente”, de Vijai Patchineelam, em cartaz no MAM-Rio. A mostra tem curadoria de Luiz Camillo Osorio e Marta Mestre e conta com a montagem de Equilíbrio I, II, II, trabalho de 1976 do artista Carlos Zilio. A presença concreta e opaca do trabalho de Carlos Zilio, nas palavras de Vijai, serve como “uma espécie de roteiro que estrutura o vídeo de acordo com as três variações de equilíbrio por corte presente na instalação”.

MAM-Rio | Programação da semana

(Rio de Janeiro, RJ) Somente no dia 25, quarta-feira, acontece uma visita guiada pela exposição de Amilcar de Castro com o curador Paulo Sérgio Duarte. A exposição apresenta um resumo da obra de Amilcar de Castro dividida em quatro núcleos: Esculturas ao ar livre – esculturas monumentais na área externa do l; Núcleo a escultura e o método – no interior do prédio estarão expostas esculturas de diferentes portes; Núcleo de desenhos – obras de grande escala sobre tela e obras de menor porte sobre papel; Núcleo Gráfico – como designer gráfico, Amilcar realizou um papel revolucionário, assumindo o papel de principal artífice da reforma gráfica do Diário do Rio de Janeiro, o Jornal do Brasil. Ainda esta semana, no domingo (22) se encerram as mostras “Operação Condor – João Pina” e “Imagens de Escuridão e da Resistência: repressão, exclusão e opressão”. Veja a programação completa do MAM-Rio e programe sua visita.