Mostra individual de Dominque Gonzales-Foerster viaja para o passado e o futuro

(Rio de Janeiro, RJ) “Temporama” é uma espécie de máquina do tempo ao estilo antigo, com lentes 3D vermelhas e turquesas, que nos transporta às primeiras obras de Dominique Gonzalez-Foerster criadas na década de 1980, mas também ao MAM-Rio do século XX. É uma verdadeira volta ao encantamento da primeira visita e o redescobrimento deste prédio singular, que tem a mesma idade da artista (nascida na década de 60).

Em cartaz | Rogério Duarte tem cerca de 70 obras expostas no MAM-Rio

(Rio de Janeiro, RJ) “Marginália 1″ é uma mostra retrospectiva do artista gráfico, músico, compositor e poeta, nascido na Bahia em 1939. Entre as cerca de 70 obras, estão capas de discos, publicações e cartazes, incluindo trabalhos inéditos e objetos pessoais, como notas, esboços, rabiscos, fotos, vídeos, estudos, poemas e pedras, para que o público aprecie de perto o rico universo criativo do artista.

MAM-Rio realiza encontros educativos no mês de julho

(Rio de Janeiro, RJ) Serão 4 momentos de vivência e experimentação, através de encontros a partir de 4 olhares distintos sobre o museu, seu enterno, suas coleções e exposições, além de atividades artísticas desenvolvidas em 4 diferentes técnicas artesanais de impressão.

Em cartaz | “Ver e ser visto”, no MAM-Rio

(Rio de Janeiro, RJ) “Ver e ser visto” é uma exposição que olha as coleções do MAM tendo como princípio norteador a ideia de que todo trabalho de arte é construído em torno do vazio: é nessa espécie de contorno de um espaço aberto que “a coisa” deve advir. Dito de outro modo, toda experiência estética é a de remissão ao objeto perdido e, por isso mesmo, incessantemente buscado por cada um de nós.

Mostra de Dominique Gonzalez-Foerster, no MAM-Rio, recebe destaque no jornal O Globo

Dominique

Capa do Segundo Caderno do jornal O Globo de terça-feira (23 de junho), Dominique Gonzalez-Foerster vive entre França e Brasil e acaba de abrir, no último sábado, a mostra “Temporama”. O jornal assinala que a exposição, em cartaz no MAM-Rio, acontece às vésperas de Gonzalez-Foerster ganhar retrospectiva no Pompidou, em Paris. A reportagem conta que a artista mudou a aparência do Museu, colorindo os vidros transparentes do emblemático prédio modernista projetado por Affonso Eduardo Reidy. Leia a matéria completa assinada pela jornalista Nani Rubin.

Claudia Melli apresenta mostra individual no MAM-Rio | Curadoria de Luiz Camillo Osorio

(Rio de Janeiro, RJ) Escrevendo sobre a série “Azul”, a artista observa que a utilização do vidro como suporte veio de sua necessidade de trazer para as paisagens marinhas algo do molhado que toca o olhar quando estamos diante do mar. O vidro, com sua transparência e sua propriedade líquida, acrescentava ao desenho algo que faltava ao papel. A experimentação com o suporte decorre também de sua procura por meios expressivos impuros, misturando fotografia e desenho, percepção e expressão, olho e mão, impressão e construção.

Abertura e visita guiada | “Temporama”, mostra de Dominique Gonzalez-Foerster

(Rio de Janeiro, RJ) “Temporama” é uma espécie de máquina do tempo ao estilo antigo, com lentes 3D vermelhas e turquesas, que nos transporta às primeiras obras de Dominique Gonzalez-Foerster criadas na década de 1980, mas também ao MAM-Rio do século XX. Na abertura será realizada uma visita guiada com a artista e o curador, Pablo León de la Barra.

“Temporama”, mostra de Dominique Gonzales-Foerster

(Rio de Janeiro, RJ) “Temporama” é uma espécie de máquina do tempo ao estilo antigo, com lentes 3D vermelhas e turquesas, que nos transporta às primeiras obras de Dominique Gonzalez-Foerster criadas na década de 1980, mas também ao MAM-Rio do século XX.

Abertura | “Marginália 1″, mostra retrospectiva de Rogério Duarte

(Rio de Janeiro, RJ) “Marginália 1″ reúne cerca de 70 obras, entre capas de discos, publicações e cartazes, incluindo trabalhos inéditos e objetos pessoais, como notas, esboços, rabiscos, fotos, vídeos, estudos, poemas e pedras, para que o público aprecie de perto o rico universo criativo do artista.

Conheça os Finalistas do PIPA 2015

finalistas

Veja quem são os finalistas do PIPA 2015. O anúncio é feito pelo curador do MAM-Rio, Luiz Camillo Osorio. Como em todas edições, os finalistas são escolhidos pelo Conselho do Prêmio dentre todos os artistas indicados nesta edição. Os quatro artistas participam de uma exposição no MAM-Rio que este ano acontecerá de 5 de setembro a 15 de novembro. Além das duas categorias abertas a todos os participantes, os finalistas concorrem ainda em duas categorias do Prêmio: PIPA e PIPA Voto Popular Exposição. Saiba quem são eles e quais os prêmios aos quais eles concorrem.